A culpa e o clitóris diante do espelho 1

Por Carol Frederico

Eu acho que mulher tem o direito de falar sacanagem, ser boca suja pra caralho e de sentar de qualquer jeito, quando quiser. Não estou querendo saber se é feio ou se é bonito, se é certo ou errado. Estou discutindo a questão da culpa e de sempre ter de se policiar. Quer dizer, todo mundo têm de se policiar, mas nós, mais do que eles. E sempre por causa da culpa.

Não assusta o fato de as mulheres precisarem de um espelho para observar o órgão que lhes dá prazer? Qualquer coisa do tipo: “O seu próprio clitóris não é visivel para você mesma a a olho nu!”. Chocante! Enquanto que eles, como diz o Caetano (ah, gênio esse Caê), “PELE SOLTA SOBRE O MÚSCULO”. Tudo mais fácil, resolvido, visível, raso.

Essa amiga genial que eu arrumei aqui, Larissa (depois preciso contar umas histórias), é sensacional em algumas definições: homem é raso, mulher é profunda, por isso que dá certo!!! Será?

Não sei… Por isso gosto da música da Joyce http://doumesmo.blogspot.com/2007/08/quando-eu-dou-eu-como.html: “Será que homem nasceu pra ser feliz com mulher?”

Leave a reply

Comments